30 julho 2010

Joana





És meu samba do que se tem mais saudade,
És a musa aliviadora de minha dura ansiedade
És de flor, feita tua prenda mais seduzida
És por ti, assim que entoam essas rimas..

Não que fores, o melhor dos meus amores,
Nem por eu admirar as sensuais curvas tuas
Ora por tua tenra pele macia, ora por tua vulva...
Mas é que me encontro em ti, como violeta e colibri.

Seja minha por mais essa noite, oh Divina!
Faz me viajar nos teus cantos mais profanos...
E goze o meu delirar que eu gozo o seu encanto!

Sem ti não vejo lua, sequer um pedacinho do céu,
Finjo de um modo racional, entender o abstrato mundo seu
Que por hoje seja minha, mas não me diga que amanheceu!

5 comentários:

Sir DarkHeart disse...

as pessoas fazem cada coisa com uma guitarra o.o'
HUEIHUIEHUIEUIEHIEHIUEE
\m/

Pietro disse...

isso é lixo. poesia de amador. é de grande mal gosto...não existe beleza nisso. existe apenas uma grande vontade de soar poético, o que torna a coisa ainda mais cafona.

Renato Moss disse...

Viva à DIversidade!!! gostaria de ler seus textos Pietro, devem ser bem superiores aos meus... quem sabe aprendo a ser menos cafona assim como você hein? rs

carol disse...

????

cau disse...

Que nada Pietro.. deixe de ser mal amado! Adoro as poesias daqui, são ótimas!