07 abril 2011

Experimente-se




Experimente contestar,
Experimente o que há por vir!
Experimente o reclamar
Experimente o servir...

Experimente o dia todo
Experimente sem pensar,
Experimente consciente,
Experimente experimentar...

Experimente o sal, o sol e o açúcar.
Experimente a mente, a morte e a chuva
Experimente o belo, o forte e o farto,
Experimente as tortas, as sobras e as trufas

Experimente o bastante,
Experimente até se cansar,
Experimente ser ou outro,
Experimente não acordar!

Experimente chegar atrasado,
Experimente se expressar,
Experimente estar errado,
Experimente manipular!

Experimente o silêncio,
Experimente conversar
Experimente o desabafo, um rosto colado
Experimente por dentro, experimente um olhar...

Experimente o palhaço, o tolo e o sério,
Experimente a paz do matrimônio, e os riscos do adultério
Experimente um encontro marcado
Experimente um espelho, um sorriso, um afago

Experimente a dor de cabeça da ressaca,
Experimente as horas nocivas da madrugada
Experimente o errado, se ele existir
Experimente o sagrado, o pecar e o mentir

Experimente uma roupa nova,
Experimente a fome e a dor
Experimente um trago, experimente o amor!
Experimente ser, não ser e desfazer

Experimente-se você!

2 comentários:

Weslley Almeida disse...

"Experimentar" palavra que já traz consigo o sentido de degustação...
Espirimentar, ser si mesmo, seus heterônimos...
Parabéns, Cabra!

Anônimo disse...

é isso ai rena sou seu fâ, dpois quero saber de vc, "eu-lírico" o motivo.
muito boa, vou indicar.
vlw
fica com Deus